fbpx Fornecedores do setor público: é hora de aderir à faturação eletrónica
fornecedores do setor público faturação eletrónica

A fatura eletrónica chegou para mudar o paradigma do que outrora era burocracia em papel. Hoje, representa um recurso valioso na realidade das empresas. Nesta era de constante evolução tecnológica, também o Estado iniciou um caminho de inovação e desmaterialização ao digitalizar alguns dos seus processos, implementando a obrigatoriedade da faturação eletrónica nos contratos públicos, inclusive nos fornecedores do setor público.

É certo que, antes, o processo de organizar, assinar e enviar faturas exigia muito tempo e disponibilidade por parte dos administradores. Hoje, o potencial da tecnologia permite obter recursos mecanizados e automatizados que facilitam algumas das suas tarefas, simplificando, assim os processos de faturação.

Faturação eletrónica obrigatória para fornecedores do setor público

A faturação eletrónica, além de uma obrigação legal das entidades públicas ou empresas fornecedoras de bens e serviços às entidades do Estado, surge como uma oportunidade de agilizar a faturação e reduzir custos inerentes a este processo.

Em Portugal, com a publicação do Decreto-Lei n.º 14-A/2020, de 7 de abril, que altera o prazo de implementação da faturação eletrónica nos contratos públicos, imposta no Decreto-Lei nº123/2018, de 28 de dezembro), o caminho para o fim definitivo das faturas em papel foi iniciado. A burocracia e os recursos desperdiçados, nomeadamente em papel, deixaram de ser uma realidade para os fornecedores do setor público e dão, agora, lugar a um aumento da rapidez e agilidade no envio das faturas, impulsionando, simultaneamente, o combate à evasão fiscal.

Assente na normalização, otimização e automatização processual, esta obrigatoriedade prevê a redução dos prazos de pagamento, dos custos de operação e de transação e a garantia de maior fiabilidade e transparência em todas as atividades do processo de faturação.

A YET promoveu uma sessão de esclarecimento online (Webinar) com o tema: Faturação eletrónica nos Contratos Públicos. Assista a este webinar e saiba como garantir o cumprimento de todos os requisitos e obrigações impostas pela lei, ao mesmo tempo que acelera os processos administrativos relacionados com o tratamento de documentos comerciais

Quando entra em vigor?

2020 e 2021 são os anos da faturação eletrónica para os fornecedores do setor público. Para simplificar a adesão a este novo modelo, o Governo decidiu alterar os prazos para implementação de um software de faturação eletrónica para o envio de faturas aos organismos públicos, de acordo com o tipo de entidade:

31 de dezembro de 2020 – Grandes Empresas (com mais de 250 funcionários ou volume de faturação superior a 50M€ ou balanço de 43M€);

30 de junho de 2021 – Pequenas e médias empresas;

31 de dezembro de 2021 – Microempresas e outros fornecedores do setor público.

Faturação eletrónica: vantagens que dinamizam processos administrativos

Além da vantagem imediata que é a simplificação da comunicação de faturas eletrónicas, chegam também vantagens que beneficiam tanto o Estado, como os fornecedores do setor público, seja a nível de custos, como de burocracias inerentes aos vários processos comerciais e operacionais em contratos públicos. Ora vejamos:

Agilidade no processamento e envio de faturas

A faturação eletrónica agiliza e simplifica o processamento e envio de documentos ao eliminar, através da digitalização, toda a carga manual de trabalho associada ao processamento de faturas.

Automatização do tratamento de documentos

Ao aderir à faturação eletrónica está a otimizar recursos, não só a nível de custos, mas também de produtividade, eliminando processos manuais demorados e sem valor acrescentado, associados ao processamento e envio das faturas.

Redução de custos

Além da minimização de possíveis erros de processamento, através da desmaterialização de processos e otimização de recursos, os custos de emissão e envio de faturas eletrónicas é significativamente mais reduzido.

Rigor no controlo das transações

Por se tratar de um documento digital assinado eletronicamente, a fatura tem validade fiscal e está garantida total fiabilidade, privacidade e segurança da informação.

Maior acessibilidade com o arquivo digital

Diga adeus aos materiais de impressão. A faturação eletrónica, além de garantir a prestação de um serviço célere e eficiente, garante o arquivo, de forma segura e transparente em ambiente digital, com a grande vantagem das faturas poderem ser consultadas a qualquer momento.

Controlo de extravios

A segurança e privacidade que a faturação eletrónica proporciona, aliada à automatização no processamento de documentos, reduz a ocorrência de erros e elimina a possibilidade de extravio das faturas.

 

A sua empresa é fornecedora do setor público?

A nova obrigatoriedade legal que os fornecedores do setor público terão de cumprir implica a adoção de uma solução tecnológica para o envio de faturas eletrónicas que garanta o cumprimento Decreto-Lei n.º 14-A/2020.

Liberte-se da carga administrativa pesada. Concentre os seus recursos em tarefas que realmente criam valor para a organização com a solução de faturação eletrónica da YET. Assegure o cumprimento de todos os requisitos e obrigações impostos pela lei, ao mesmo tempo que impulsiona a produtividade com uma solução que responde às exigências do contexto atual.

Saiba mais sobre esta solução e simplifique o processo de adesão à fatura eletrónica!

Top